quarta-feira, 8 de junho de 2011

Dark Swan - Storm Born 2

"Dark Swan - Storm Born 2", de Richelle Mead / Grant Alter / David Hamann (ainda não publicado em Portugal)

Baseado na saga "Dark Swan" da autora Richelle Mead (mais conhecida em Portugal pela saga "Academia de Vampiros"), esta adaptação a novela gráfica, está a ser comercializada nos EUA (4 números que serão depois compilados num 1º volume; este é o número 2).

Guião (Grant Alter):
Agora que estou a ler o romance, sei que esta adaptação está muito fiel ao original. Grant Alter escolheu narrar muitas das vinhetas da mesma forma que o texto do romance está narrado, o que cria um reconhecimento imediato, embora por vezes não dê tanto espaço à arte para 'falar por si só'. Na verdade na maior parte das ocasiões é um acessório bem vindo à arte, mas talvez devesse ser mais comedida em certas cenas. Refiro-me particularmente à cena com o Djinn, que ganhou com as explicações, mas perdeu com demasiadas explicações. Se é que me faço entender.
Uma cena que gostei muito neste número, foi entre a Eugene e o Kyio, depois de eles derrotarem o 'monstro do gelo'. Gostei muito da reacção da Euguene (e as expressões ajudaram).
Também fiquei curiosa com o final, que promete desenvolvimentos interessantes para o próximo número.

Arte (David Hamann):
Mantendo a mesma qualidade do número anterior, a arte continua bastante interessante, o traço mantêm-se dinâmico e a sequência de acção está bem conseguida, especialmente quando há combates, mas mesmo nas cenas mais mundanas consegue criar uma sequência bem efectuada, sem repetições ou facilitismos. Gostei especialmente das expressões faciais e corporais das personagens, que me pareceram muito emotivas e bem pensadas.
Mais uma vez tenho de referir que as cores de Nelson Cosentino de Oliveira continuam excelentes. E também fica a nota que gosto muito da capa secundária, da autoria de Jennyson Rosero. Apesar de também gostar da capa do David Hamann, acho a do  Jennyson Rosero mais apelativa num contexto geral.


Em suma, este volume conseguiu seguir bem as pisadas do anterior, e apesar de alguma excessiva narratividade em certas cenas, a história está a acontecer num compasso muito bom, com a uma sequência que deixa o leitor a querer saber mais e mais. A arte está excelente, acompanhada de belas cores. Fico a aguardar ansiosamente o terceiro número desta primeira parte.


Nota: Tenho de agradecer à editora (Sea Lion Books) a oportunidade de ler este segundo número tão cedo. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails