segunda-feira, 23 de abril de 2012

Peeps (Parasite Positive)

"Peeps (Parasite Positive)" de Scott Westerfeld (ainda não publicado em Portugal)

Sinopse:
A year ago, Cal Thompson was a college freshman more interested in meeting girls and partying than in attending biology class. Now, after a fateful encounter with a mysterious woman named Morgan, biology has become, literally, Cal's life.
Cal was infected by a parasite that has a truly horrifying effect on its host. Cal himself is a carrier, unchanged by the parasite, but he's infected the girlfriends he's had since Morgan. All three have turned into the ravening ghouls Cal calls Peeps. The rest of us know them as vampires. It's Cal's job to hunt them down before they can create more of their kind...

Opinião (audiobook):
Scott Westerfeld tem já vários livros publicados em Portugal, mas ao invés de começar por um desses, li-o pela primeira vez com um inédito no nosso país: "Peeps" ou "Parasite Positive" (nomes diferentes nos USA e no UK).
Num mercado saturado de histórias com vampiros, este livro foi-me sugerido como sendo algo diferente ... e é!
Toda a história é contada na primeira e vivida em 'tempo real' por Cal, um rapaz de 19 anos que recentemente descobriu ser portador de um parasita 'vampírico'. Na busca pelas suas ex-namoradas (todas infectadas e tornadas canibais), Cal mostra-nos o mundo que descobriu recentemente.

O enredo é simples, ou pelo menos parece no início, mas aos poucos vai-se adensando e tornando mais intrigante. No entanto há apenas uma trama, o que acaba por simplificar a história.
Uma coisa que apreciei muito neste livro foram as curiosidades. Cal é uma espécie de geek da biologia e e por isso está constantemente a falar-nos de vírus e parasitas. Para mim esse foi um dos pontos fortes do livro, mas talvez para outros leitores isso seja aborrecido. No entanto se interpretarem estes capítulos como premonições, talvez se divirtam mais.
Outra coisa que eu gostei na história foi o facto de nós sabermos o que o Cal sabe, o que significa que quando ele é apanhado de surpresa, o leitor também é. Quando chegamos ao fim do livro percebemos que, gradualmente quase tudo o que nos foi dito no início foi mais tarde modificado, sem que isto seja difícil de aceitar.
No entanto, não gostei particularmente do final, mais propriamente os últimos 3/4 capítulos. Acho que o Cal cedeu demasiado rapidamente aos planos dos outros e perdeu aquele carisma que o caracterizou no resto do livro. Também não ajudou a subida repentina de tensão sexual (que até ali era quase inexistente e de repente explodiu). Sinceramente a minha única decepção com o livro foi o final. Não que tenha sido totalmente mau, mas eu esperava algo mais.

A nível de personagens posso dizer que gostei muito da forma como o autor usou todas as personagens. mesmo aquelas que pouco aparecem conseguiram ter personalidade. Sem dúvida um dos pontos fortes do livro foram  as pessoas envolvidas na história e muito especialmente o Cal. É fácil simpatizar com o protagonista e seguir o raciocínio dele ao longo da acção. As minhas personagens favoritas foram. Cal, Cornelius (o gato) e a Dra. Rat.

A prosa do autor é simples mas eficaz. Consegue transmitir muito bem o ambiente e os cenários sem ser demasiado descritivo, focando-se no que distingue as sítios e dessa forma fazendo com que o leitor visualize rapidamente onde está. Já no caso das personagens talvez não possa dizer o mesmo. Não que eu goste de descrições exaustivas das personagens, mas neste livro eu não fixei a aparência de ninguém, o que é bastante estranho e demonstra que ao poupar nisto o autor de certa forma impediu que o leitor guardasse uma imagem coerente das personagens.
Fora isso a escrita está muito boa, tanto nas cenas mais calmas como nas mais dinâmicas e conseguiu envolver-me completamente no enredo.

Em suma, foi um livro (audiobook) que me agradou muito. Com boas personagens, um enredo intenso e uma boa construção de mundo. "Peeps (Parasite Positive)" é um livro que recomendo, mesmo não tendo gostado totalmente do fim.
Sem dúvida que este livro me deixou curiosa quanto aos restantes trabalhos do autor.

Narração audio (Joshua Swanson):
Tendo 'lido' este livro em versão audiobook, não posso deixar de recomendar esta versão. Certamente que ler o livro será também muito agradável, mas Joshua Swanson narra muito bem esta história.
Também ajuda o facto de todo o livro estar escrito na primeira pessoa, pelo Cal, o que certamente facilitou o trabalho do narrador.
O único senão que posso apontar à versão audiobook são as interpretações das vozes femininas. Não são más mas são estranhas. Felizmente não são em grande número, o que acaba por não incomodar.

Sem comentários:

Publicar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails