segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Monsters of Men

"Monsters of Men (Chaos Walking 3)", de Patrick Ness (ainda não publicado em Portugal)

Opinião:
*AVISO: Esta Opinião contém Spoilers*
Monster of Men é o último livro da série Chaos Walking e começa exactamente no ponto em que terminou o anterior. Na iminência de uma guerra trilateral entre os Spackle (que neste livro aprendemos que se auto-intitulam de The Land), o denominado grupo terrorista The Answer, e os The Ask que são liderados pelo Presidente Prentiss, depois de  o Todd o ter libertado no volume anterior.

Este livro é contado em três vozes: a do 1017 (Spackle), a da Viola (The Answer), e a do Todd. De todos, a mais interessante foi a do 1014, visto que ele é quem nos dá a conhecer mais sobre o seu povo (os The Land) e a sua forma colectiva de pensar, coisa que tanto me fascinou.

Muito acontece neste livro. A guerra perdura até às últimas páginas e por várias vezes, quando parece que é dessa que vai terminar, acontece algo que muda o cenário das possíveis negociações. Normalmente porque alguém está a ser emotivo ou  a dar facadas nas costas de outro alguém.
A história não deixa o leitor parar para retomar o fôlego, há sempre algo novo a acontecer e duas revelações são especialmente marcantes: a verdade da manipulação do Prentiss sobre o Todd (facilmente adivinhado mas muito bem executado) e o regresso de uma certa personagem (que também se adivinhava à distância mas que mesmo assim não perdeu impacto).
Posso dizer-vos que as emoções estão à flor da pele em todos os capítulos e que a frequente alternância entre os pontos-de-vista ajuda a manter o leitor num estado de expectativa constante.
O final é aberto, embora resolva quase todos os conflitos e feche todas as tramas, deixando o prenúncio de um futuro bastante diferente. Se bom ou mau, cabe a cada leitor decidir por si mesmo. E, apesar de o desenlace final ter sido, também ele, previsível, a verdade é que outro desfecho, outra sequência de eventos, simplesmente não seria satisfatório. Daí que tenha gostado.
E lembram-se de eu dizer como tinha ficado irritadíssima com o Todd no The Ask and The Answer? Pois neste livro o autor bem fez por dar uma explicação mas eu confesso que não fiquei totalmente satisfeita, embora fosse essa a minha suposição. O Todd só faz as coisas bem quando tem alguém ao lado a sussurrar-lhe aos ouvidos que é assim que o bem funciona. Contudo também sei que no final já tinha crescido mais que isso.
O 1017, o misterioso retornado (só não revelo quem é para não estragar a surpresa), o Sky e, claro, a Viola, foram personagem bem fortes que deu gosto conhecer melhor. Outra personagem que me surpreendeu bastante foi a Mistress Coyle e, por uma razão bem diferente, o Presidente Prentiss que esteve mais fraco neste que no livro anterior, embora tenha continuado a ser um vilão digno do nome.
Na verdade só Ivan acabou por ser uma personagem sem grande fundo, porque todas as outras brilharam em um ou outro momento. Especialmente os cavalos. Ehehe!

A prosa continua mais contida que no primeiro livro, talvez menos inocente, mas funciona bem com a adquirida maturidade que os protagonistas foram ganhando nos livros que se antecedem a este. Adorei a forma como o autor escolheu retratar os The Land e a forma como eles comunicam entre si e com  a terra. No entanto acho que as descrições do planeta são muito banais e demasiado similares à nossa Terra. visto que estamos num planeta alienígena é altamente improvável que tudo fosse igual ao nosso planeta.

Em suma, Monsters of Men foi uma surpresa agradável, um final merecedor para a trilogia, o que desta uma série que vale a pena ser lida e apreciada. Com personagens intensas, sem momentos mortos e com uma escrita veloz, é um livro que vale bem a pena.

Nota: Esta opinião tem como base a versão audiolivro publicada pela Candlewick on Brilliance Audio, narrada por Angela Dawe. 

Sinopse (edição brasileira "A Guerra" editada pela Pandorga):
Três exércitos marcham em Nova Prentisburgo, cada um tentando destruir os demais. Todd e Viola se veem presos no meio do conflito, sem possibilidade de fuga. 
Depois que as batalhas começam, como eles poderiam interromper a luta? Como eles poderiam estabelecer a paz sendo eles a minoria? E, se a guerra transforma homens em monstros, que terríveis escolhas os esperam? De repente uma terceira voz surge na batalha, uma voz determinada a se vingar. 
O que você faria? Seguiria um tirano ou um terrorista? Salvaria a vida da pessoa que você mais ama, ou milhares de estranhos? Acreditaria na vitória, ou assumiria que está perdido? 
Tornando-se adultos em meio ao tumulto, Todd e Viola questionam tudo o que sabem, correndo através do horror e indignação em direção a um final chocante.


Booktrailer:

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails